Quatro peritos criminais atendem dez cidades do sudoeste de Goiás

Eles denunciam que falta de profissionais tem prejudicado as investigações, Secretaria de Segurança admite que número de peritos não é suficiente

Atualmente quatro peritos criminais são responsáveis por atuar em Rio Verde e outras nove cidades do sudoeste de Goiás. Os profissionais afirmam que, muitas vezes, não conseguem atender a todas as demandas com agilidade, o que prejudica as investigações.

A perita criminal Gabriela Silva relata que a quantidade de profissionais não é suficiente para a quantidade de ocorrências.

“Nós temos uma demanda bastante elevada. Acaba que prejudica alguns tipos de atendimentos e ocasiona espera por parte de quem está no local e da população. Já aconteceu no caso de chegar ao local e o mesmo não estar mais preservado devido à quantidade de ocorrências que a gente tem atendido”, explicou.

Os peritos do Núcleo Regional da Polícia Técnico-Científica de Rio Verde atendem uma população de 300 mil habitantes e trabalham cerca de 220 horas por mês em regime de escala, 60 horas a mais do que o previsto para a categoria.

Os profissionais citaram que um acidente na BR-060, em Rio Verde, levou cerca de duas horas para ser periciado, já que os peritos estavam em Acreúna, também no sudoeste do estado.

A Polícia Civil também acredita que o número de peritos criminais não corresponde à demanda. O delegado regional Danilo Fabiano Carvalho afirmou que, por vezes, é preciso pedir apoio de outras regiões para realizar o serviço.

“Nós sempre temos requisitado a presença do perito e, às vezes, pela demanda de serviço e pela quantidade de cidades que eles cobrem aqui na regional de Rio Verde, há uma demora e, muitas vezes, até a falta desse profissional que contribuiria de forma significativa para as investigações”, esclareceu.

A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP/GO) admitiu que a quantidade de peritos em todo o estado é insuficiente. No total, 250 peritos estão alocados nos maiores municípios, mas o número de profissionais atuando deve dobrar. Outros 250 peritos foram aprovados em um concurso realizado no início deste ano e estão passando por um curso de qualificação, segundo o órgão.

G1 Goiás

Recording Studio_edited.jpg

Ouça os nossos
Podcasts!

Em nosso perfil no Spotify você vai encontrar diversos relatos e estudos de caso que vão te entreter e te surpreender.

Seja um dos nossos, filie-se!

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social
  • YouTube ícone social